terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Comer Ovo Diminui a Glicose no Sangue e Evita Diabetes

Resultado de imagem para ovo
De acordo com estudo realizado na Finlândia, ficou comprovado que a ingestão regular de ovos está diretamente relacionada a menores níveis de glicose no sangue, e poucas chances de desenvolvimento de diabetes tipo 2.

Nesta pesquisa, que foi realizada recentemente, os voluntários que ingeriram, aproximadamente, quatro ovos por semana, tiveram 37% menos chances de desenvolver a doença, do que os voluntários que consumiram apenas um ovo semanalmente.

O ovo é rico em:
  • Vitaminas A, que tem efeito antioxidante e é essencial para a visão.
  • Vitamina D, responsável pela saúde óssea. Ela também auxilia na secreção de insulina e síntese e secreção de hormônios da tireoide. 
  • Vitamina E, que tem ação antioxidante. 
  • Zinco, selênio e magnésio, minerais antioxidantes importantes para o organismo. 
  • Colina (Presente na gema do ovo), nutriente que pertence ao grupo das vitaminas do complexo B e é necessário para a síntese de fosfolípides componente de todas as membranas celulares importante para o desenvolvimento cerebral e da memória. Outro benefício da colina é que ela é utilizada na síntese da acetilcolina, neurotransmissor que auxilia a memória e a concentração. 
  • Zeaxantina e luteína, carotenoides importantes porque têm efeito antioxidante e também protegem os olhos da ação da luz evitando a degeneração macular que ocorre com o passar da idade. 
  • Triptofano que participa da síntese de serotonina, importante na modulação do humor e bem estar. 
  • Albumina presente na clara é interessante por ser uma proteína com grande biodisponibilidade. Porém, ao contrário do que muitos acreditam, o consumo de altos índices de albumina não contribui para o aumento da força muscular. 
Portanto, deixe suas crenças de lado, e aproveite os benefícios do ovo, esse alimento rico em vitaminas e Ômega 3, com substâncias que protegem a visão e previnem doenças cardíacas.

Uso Contínuo de Omeprazol pode causar perda da Massa óssea e Anemia


O consumo excessivo de Omeprazol traz várias consequências a saúde, veja as principais:

- Inibe a produção de substâncias que auxiliam a absorção de nutrientes pelo nosso organismo

- Pode provocar anemia

- Osteoporose

- Demência

- O medicamento reduz a produção do ácido clorídrico, responsável, dentre outras coisas, pela prevenção de infecções

- Reduz a absorção da vitamina B12,podendo causar a demência

- Devido à baixa acidez no estômago, diminui a retirada do cálcio e do ferro dos alimentos, podendo levar à osteopenia (perda de massa óssea que pode levar à osteoporose), osteoporose, e à anemia, respectivamente.

Esse medicamento deve ser usado apenas com prescrição médica, para que possíveis efeitos colaterais sejam diagnosticados e contornados adequadamente.

A automedicação, embora alivie a dor, mascara doenças mais sérios, tais como o câncer gástrico.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Qual a melhor batata para Saúde ? Batata Inglesa, Baroa, Doce ou Yacon

Existem diferentes tipos de batata entre os tipos mais conhecidos tem a Batata Inglesa, a Batata Baroa, a Batata doce e a Batata Yacon, cada uma tem diferentes tipos de nutrientes. Nesta postagem vamos falar qual delas tem mais benefícios para saúde. 

Batata Inglesa

Está é a mais conhecida, quem nunca comeu frita ou cozida? Ela é uma das que menos tem caloria, porém tem o maior índice glicêmico, aumentando a liberação de insulina e favorecendo a deposição de gordura, isso significa que ela não é uma boa opção na maior parte do tempo e deve ser consumida com moderação ou combinada a alimentos que diminuam esse índice. De todas elas também é a que menos tem nutrientes, mesmo assim possui quantidades medianas de fósforo, vitaminas do complexo B e vitamina C. 

Batata Baroa

A batata baroa ou mandioquinha é rica em nutrientes mas possui índice glicêmico mediano.

Batata Doce

Esta é uma excelente escolha por ser rica em nutrientes antioxidantes e em carboidratos complexos e de baixo índice glicêmico. Por isso é uma boa opção de pré treino não imediato.

Batata Yacon

A batata Yacon é diferente das outras deve ser preferencialmente comida crua. Tem baixo índice glicêmico e assim como a doce é rica em antioxidantes e também possui inulina e prebióticos que irão ajudar na função intestinal. Muitas pessoas chamam de batata dos diabéticos por possuir essas características. 

O ideal é procurar sempre um acompanhamento nutricional para que você possa variar todas elas nos horários e quantidades corretas.

sábado, 12 de dezembro de 2015

Repelentes que Gestantes podem Usar


Diante do surto de casos de dengue e Zika Vírus no Brasil e casos de microcefalia, surgiu muitas duvidas de uso topico de repelentes de inseto por gestantes.

Deste modo a Anvisa esclarece que não há, dentro das normas da Agência, qualquer impedimento para a utilização destes produtos por mulheres grávidas, desde que estejam devidamente registrados na Anvisa e que sejam seguidas as instruções de uso descritas no rótulo.

Existe no mercado alguns tipos de repelentes, sendo os mais indicados os à base de DEET, Icaridina e EBAAP.

Estudos conduzidos em humanos durante o segundo e o terceiro trimestres de gestação, e em animais durante o primeiro trimestre, indicam que o uso tópico de repelentes à base de n,n-Dietil-meta-toluamida (DEET) por gestantes é seguro.

No entanto, tais produtos não devem ser usados em crianças menores de dois anos. Em crianças entre dois e 12 anos, a concentração dever ser no máximo 10% e a aplicação deve se restringir a três vezes por dia. Concentrações superiores a 10% são permitidas para maiores de 12 anos.

Além do DEET, no Brasil são utilizadas em cosméticos as substâncias repelentes Hydroxyethyl isobutyl piperidine carboxylate (Icaridin ou Picaridin) e Ethyl butylacetylaminopropionate (EBAAP ou IR 3535), além de óleos essenciais, como Citronela. 

Embora não tenham sido encontrados estudos de segurança realizados em gestantes, estes ingredientes são reconhecidamente seguros para uso em produtos cosméticos conforme compêndios de ingredientes cosméticos internacionais.

Nos EUA, os produtos repelentes são regularizados pela United States Enviromental Protection Agency (EPA). As seguintes substâncias estão presentes em produtos regularizados pela EPA: Catnip oil, Óleo de citronela; DEET; IR 3535; p-Menthane-3,8-diol e 2-undecanone ou methyl nonyl ketone. Portanto, os ativos utilizados no Brasil estão dentre os utilizados nos Estados Unidos.

O Center for Disease Control e Prevention (CDC), também nos EUA, recomenda o uso de produtos repelentes por gestante, uma vez que a Enviromental Protection Agency (EPA), responsável pela autorização de uso destes produtos nos EUA, não estabelece nenhuma restrição nesse sentido. Entretanto, destaca que as recomendações de uso da rotulagem devem ser consideradas.

Com informação de ANVISA e Farmacêutica Curiosa

sábado, 5 de dezembro de 2015

ALIMENTOS MAIS CONTAMINADOS POR AGROTÓXICOS DO BRASIL SEGUNDO A ANVISA

Ter uma alimentação saudável é essencial para uma boa saúde e muitos anos de vida com vitalidade. A alimentação é a base de tudo, sendo assim é ideal ter uma dieta rica em frutas, verduras e vegetas. Mas o que muitos não sabem que as vezes estes alimentos estão contaminados com agrotóxicos, o que causa doenças quando consumido. 

Hoje em dia muitas técnicas agrícolas são condenadas pela Organização Mundial da Saúde por apresentarem elevados riscos à saúde dos seus consumidores.

Produtos com fórmulas químicas maléficas ao corpo humano podem trazer doenças como alergias, dores no corpo e, em casos mais graves, câncer. Além desses problemas para a saúde, o meio ambiente também é fortemente afetado com a contaminação do solo, rios, lençóis freáticos e mananciais. 

Uma pesquisa realizada pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), em 12 países da América Latina e Caribe, mostrou que o envenenamento por produtos químicos, principalmente pelo chumbo e pelos pesticidas,representa 15% das doenças notificadas. 

Nutricionistas acreditam que o uso de agrotóxicos tem causado diversas vítimas fatais, além de abortos, fetos com má-formação, câncer, dermatoses e outras doenças.

Diante destes problemas o Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos, realizado pela Anvisa, constatou que 29% das amostras analisadas possuíam irregularidades, como agrotóxico não autorizado no Brasil ou em quantidade superior à permitida.

Abaixo os alimentos que mais recebem substâncias perigosas para seu cultivo. As porcentagens apontadas no ranking abaixo são referentes à quantidade de amostras contaminadas por toxinas provenientes de produtos utilizados na agricultura brasileira.

- Pimentão (80,0%)
- Uva (56,40%)
- Pepino (54,80%)
- Morango (50,80%)
- Couve (44,20%)
- Abacaxi (44,10%)
- Mamão (38,80%)
- Alface (38,40%)
- Tomate (32,60%)
- Beterraba (32,00%)

Portanto a melhor forma para obter uma alimentação de qualidade é optar por vegetais orgânicos e livres desses venenos para a saúde. Uma dia saudável é possuir em casa uma horta, onde possamos cultivar hortaliças e legumes livre de agrotóxicos.

Com informação de: Medicinanatural.blogspot.com.br