sábado, 5 de novembro de 2016

Cólicas Menstruais? Dicas para Diminuir a Dor

Todo mês as mulheres sofrem com cólicas menstruais. A dor incomoda bastante chegando a atrapalhar o dia todo, às vezes prejudicando até mesmo o rendimento no trabalho. Muitas mulheres além da dor normal mensal da menstruação, sofrem com uma dor mais forte e insuportável que pode ser causada pela Endometriose.

A endometriose é uma doença que afeta entre 10% a 15% das mulheres em idade reprodutiva 25 a 35 anos.

Trata-se da presença de tecido endometrial fora do útero, podendo se localizar na pelve ou qualquer outra parte do corpo, além de induzir uma reação inflamatória crônica e muito dolorosa. A cólica forte é o principal sintoma, além de causar infertilidade feminina.

Principais queixas das pacientes:

- 87% - Cólicas menstrual intensa, dor durante a relação sexual e dificuldade de engravidar.

- 4% - Dor de cabeça e dores nas costas e cólica menstrual intensa, dor durante a relação sexual.

- 3% - Cólica forte, dores de cabeça e dor no peito.

- 3% - Dor ao evacuar e urinar, dor de cabeça e cólica menstrual.

O tratamento consiste em impedir a progressão da doença e aliviar os sintomas.

Pacientes com mais de 35 anos, geralmente indica-se a laparoscopia para eliminar os focos de endometriose e uma indução ovulatória.

Dentre os tratamentos possíveis está a administração por 6 a 12 meses de uma combinação de contraceptivos orais, nos casos mais graves, o tratamento cirúrgicos podem ser associados com o uso de injeções de hormônios ou anti-hormônios, implantes subcutâneos ou DIU, que contem substâncias inibidoras da menstruação.

Muitas mulheres mascaram os sintomas da endometriose, pois confundem com as cólicas menstruais ou intestinais, utilizando analgésicos em vez de buscarem o tratamento das causas efetivas da doença.

Dicas para prevenir a Cólica Menstrual Intensa (endometriose):

- Evite estresse - o estresse diminui a imunidade e há progressão da endometriose.

- Pratique atividades físicas: há liberação de endorfinas, analgésicos naturais que aliviam a dor, reduz os níveis de estrogênio.

- Invista nos nutrientes protetores: Ômega 3, Ômega 6, vitamina A, B, C. pois melhoram os processos inflamatórios.

- Consuma minerais antioxidantes: Magnésio, Zinco, presente nos cereais integrais e tofu.

- Reforce a imunidade: consuma iogurtes, shitake, orégano e castanhas.

- Aumente o consumo de vegetais: frutas, legumes e verduras reduzem em até 40% os riscos.

- Reduza a ingestão de carne vermelha: o alimento estimula a produção de prostaglandinas, substâncias responsáveis por processos inflamatórios e dor.

- Existe no mercado farmacêutico o Bom Ciclo, produzido pela Vegenutry, este medicamento fitoterápico contém em sua composição Óleo de Prímula, Linhaça e Borragem que são ricos em ácido linolênico, tem efeito anti-inflamatório e também necessárias na formação de substâncias que regulam os hormônios femininos.

Desta maneira, atenua os sintomas de TPM, reduz inchaços e dores nas mamas e melhora o humor. Auxilia no tratamento dos sintomas da tensão pré-menstrual (TPM), diminui a irritabilidade, reduz inchaços e retenção de líquidos e melhora atividade sexual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...