sábado, 23 de novembro de 2013

Acabe com as Pedras nos Rins

Eficiência da Planta Quebra Pedra : Pedras nos Rins

O gênero Phyllanthus é composto por várias espécies, muitas das quais apresentando propriedades similares e sendo conhecidas pelos mesmos nomes populares. Essa erva apresenta uma extrema capacidade de adaptação, podendo suportar locais muito adversos, na maioria das vezes com baixo nível de umidade e nutrientes.

É comum se alastrarem nas rachaduras e frestas dos muros e calçadas: quem observa pode pensar, que foram elas que provocaram as rachaduras para poder brotar. É justamente por essa característica e também por ser eficaz na eliminação de cálculos renais que surgiu o nome popular "quebra-pedra" (em espanhol, é conhecida como "chanca piedra").

O chá de quebra-pedra não funciona exatamente quebrando as pedras nos rins. Na verdade o Phyllantus niruri evita que os cálculos se formem e relaxa o sistema urinário, o que ajuda a expeli-los. Pelo menos é isso que foi comprovado no estudo realizado pela química Ana Maria Freitas, do departamento de Nefrologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). A pesquisa constatou que o chá de quebra-pedra reduz a adesão de cristais de oxalato de cálcio às paredes do túbulo renal. Durante dois anos o Phyllantus niruri foi ministrado a 58 ratos na forma de pó, para que os componentes não fossem alterados. Pequenas pedras de oxalato de cálcio foram implantadas na bexiga das cobaias, divididas em dois grupos. Um deles tomou a substância diariamente, enquanto o outro ingeria apenas água. Após 42 dias os animais que não tomavam o medicamento formaram uma média de 12 pedras, com cerca de 0,18 g cada. Os demais apresentaram apenas três cálculos, de aproximadamente 0,02 g.

A análise das pedras indicou que o chá impede a aderência de macromoléculas aos cristais de oxalato de cálcio porque reverte sua polaridade. "Os cristais se prendem à parede celular porque há uma atração elétrica entre ambos", a química esclarece. "Os cristais têm carga positiva, e a parede celular, negativa. O Phyllantus niruri parece mudar a polaridade da carga dos cristais, e inibir assim sua adesão ao túbulo renal". O chá também relaxa o sistema urinário, o que facilita a expulsão dos cálculos.

O chá quebra pedra serve para reduzir a adesão de cristais de oxalato de cálcio às paredes do túbulo renal. Sob a ação do chá quebra pedra, os cristais de oxalato de cálcio, o componente químico mais comum das pedras acabam não aderindo uns aos outros, evitando assim, a formação de cálculos de maior dimensão, aqueles que provocam dor na região do rim e são difíceis de serem expelidos sem o auxílio de algum remédio ou tratamento . A comprovação da eficácia do chá pode representar uma alternativa aos atuais tratamentos indicados para retirada de cálculos, como cirurgias e ondas de choque. Por isso a associação chá quebra pedra cálculo renal é tão positiva. 

No mercado Farmacêutico existe o Dissol, que é indicado na dissolução dos cálculos renais e sua eliminação através da urina. Apresenta ação diurética, usado nas doenças renais e vias urinárias (uretrites, cistites e nefrites infecciosas), com a vantagem de provocar diurese abundante, porém retendo a albumina. Empregado nas afecções hepáticas, obstruções do fígado e hemorragia. 

- Contra-indicações: Hipersensibilidade aos componentes da fórmula e pacientes diabéticos.

 Antes de consumir este produto, consulte um profissional de saúde.

AO PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. 


Fonte:http://www.quebrapedra.com.br/destaques/cha-quebra-pedra-calculo-renal, http://www.jardimdeflores.com.br/ERVAS/A33quebrapedra.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...